Planejamento – 05 Passos para Realizar as Obras de Seu Condomínio com Economia e Eficiência

setembro 26, 2019

Obras em condomínio precisam ser bem planejadas, pois além das inúmeras regras a serem seguidas (projetos, orçamentos, aprovação em assembleia, taxa extra, contratos..) envolvem também barulho, sujeira e muita responsabilidade. Para realizar uma reforma, o SINDICO tem que ficar bem atento para não deixar nada passar em branco, e para isso, separamos 05 preciosas dicas para que a obra no seu condomínio seja organizada e bem sucedida.

  • Primeiramente se atente as LEGISLAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DAS OBRAS. Alem da Convenção e o Regimento Interno do Condomínio que deve aborda horários e regras de obras no condomínio, fique atento também a NBR 16.280 (que trata das reformas em condomínios), e é claro, ao Código Civil e o Codigo de obras do seu município.
  • APROVAÇÃO DAS OBRAS EM ASSEMBLEIA. Obras que visam valorizar o prédio, ou seja, obras de melhorias devem ser aprovadas por dois terços dos moradores ( salvo exceção no caso de obras emergenciais que possam prejudicar a vida da comunidade)
  • DINHEIRO EM CAIXA: Uma obra bem planejada já tem pelo menos 40% do valor da obra disponível no caixa do condomínio. Sendo assim, após o sindico ter em mãos o orçamento da obra, caso o Condomínio não tenha o valor integral, é importante já iniciar uma taxa extra para poder

Posted in Lorrayne Zucolotto by informesindicoon
agosto 14, 2019

Falta de tempo, correria do dia a dia e preguiça são algumas das desculpas mais utilizadas para quem não quer se exercitar. Porem, a comodidade de ter uma academia em seu condomínio tem ganhado cada vez mais adeptos, devido a praticidade do custo zero e tempo de deslocamento aliado a segurança de se exercitar sem sair do prédio. Seguindo a “onda fitness” muitos condomínios têm investido nesse espaço com a oportunidade de valorizar o imóvel e até promover o bem estar dos moradores. Mas antes de pensar em implantar uma academia em seu condômino, alguns cuidados são necessários, principalmente na escolha do espaço onde funcionará a academia.  Fazer um projeto de Arquitetura é fundamental para que tudo saia corretamente. É o arquiteto que irá definir de acordo com o numero de moradores, o tamanho desse espaço conforme o percentual de uso. A escolha dos equipamentos é outro item de extrema importância, sendo, vale uma pesquisa com os condôminos para conhecer o perfil dos futuros usuários e então definir os equipamentos que serão utilizados. Iluminação, ventilação, revestimentos de piso e paredes, tomadas para ligar os equipamentos bem como a distancia entre aparelhos são itens que devem ser bem definidos no projeto para que a Academia seja um local agradável e que incentive os re

Posted in Lorrayne Zucolotto by informesindicoon
setembro 3, 2018

Quem mora em condomínio sabe que há uma série de regras para realizar uma obra, mas o que nem todos sabem é que apenas seguir o manual não substitui a orientação profissional. Só um bom projeto arquitetônico pode garantir que a obra saia dentro do custo planejado e valorize o seu patrimônio. Para isso, o profissional começa com a análise técnica, considerando, por exemplo, a direção do sol e as condições topográficas e após levantar todos os detalhes, traça as possibilidades construtivas, equilibrando os desejos dos moradores ao orçamento disponível pelo Condomínio. O arquiteto, além de fazer o projeto, entrega uma lista de materiais (evitando desperdício), indica lojas com bom custo x beneficio e ajuda na seleção da mão de obra qualificada, E, como responsável técnico, pode acompanhar e fiscaliza a obra, para que tudo saia conforme o planejado. Fazer uma obra com um profissional adequado garante também a legalidade de sua obra. Ao iniciar o projeto, o arquiteto faz o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) informando que ele é capacitado para essa atividade e garantindo que o Condomínio esta contratando um projeto com qualidade e segurança. O arquiteto também assegura em seus projetos o cumprimento da Norma de Desempenho (ABNT NBR 15.575). Essa norma estabelece exigênci

Posted in Lorrayne Zucolotto by informesindicoon
fevereiro 21, 2018

Seu condomínio tem muita livre, mas nenhuma área de lazer… O estilo de vida e as necessidades dos moradores de seu prédio mudaram, mas as áreas comuns de seu prédio não acompanharam essas mudanças… Calma.. talvez não seja a hora de procurar um imóvel novo, mas propor melhorias em nas áreas comuns e ociosa de seu condomínio. Aproveitar espaços até então em desuso, renovar e atualizar ambientes é uma das grandes apostas dos condomínios mais antigos. Aquele espaço que alguns anos servia para carteado, hoje pode se transformar em uma academia. E sabe a sala de reunião de condomínio que nunca é utilizada, que tal dar lugar a uma brinquedoteca? Mas se em seu condomínio o problema é falta de espaço, uma boa solução é fazer uma área de lazer no telhado de seu prédio. Para começar, deve ser feita uma Assembleia propondo as mudanças nas Áreas Comuns do Edificio, e com a proposta aprovada é hora de contratar um Arquiteto(a) , pois ele é o profissional especializado que irá diagnosticar todas as áreas ociosas e em desuso e propor as modernizações e alterações mais adequadas ao condomínio, respeitando os anseios dos moradores. Muitas vezes na visão do arquiteto(a) é possível transformar um simples jardim em um playground ou até construir uma piscina. Em algumas garagens, pequenos espaços ociosos podem virar box para os apartamentos ou bicicle

Posted in Lorrayne Zucolotto by informesindicoon
agosto 18, 2017

O acréscimo de varandas em edifícios existentes é um fenômeno que vem ganhando importância nos últimos anos nas grandes cidades. Motivados pela valorização dos imóveis (que pode chegar até 30%) e pelo conforto proporcionado pelo acréscimo de área privativa, os moradores se unem para contratar arquitetos e engenheiros capazes de lidar com os desafios técnicos desse tipo de intervenção. Mas, por onde começar? Cada cidade tem seu próprio código de obras, e esta é uma das primeiras etapas do processo. O sindico deve consultar a legislação municipal, e verificar a viabilidade legal. Nesta etapa a consultoria de um arquiteto (a) é indispensável, uma vez que ele é profissional habilitado para fazer este tipo de consulta junto ao município. Com a viabilidade aprovada, é hora de iniciar o planejamento da obra. Além do acréscimo da varanda, vale a pena ainda a inclusão de sistemas de segurança, a substituição de instalações elétricas e hidráulicas antigas e até a instalação de plataformas para splits, pois são itens que trazem maior qualidade de moradia para os condôminos. É imprescindível também que o planejamento desta obra seja feita em conjunto com o arquiteto responsável pelo projeto e um engenheiro estrutural que deve fazer uma analise técnica rigorosa para certifica-se de que o edifício realmente ague

Posted in Lorrayne Zucolotto by informesindicoon